Caiado : “estamos entrando nos piores dias”

Caiado : “estamos entrando nos piores dias”
Divulgação

O governador Ronaldo Caiado (DEM) convocou uma reunião com representantes de todos os Poderes, secretários e com os prefeitos goianos para a próxima segunda-feira, 29. Segundo o chefe do Executivo, o intuito do encontro é informar a todos sobre a realidade vivida pelo Estado no que diz respeito à pandemia do novo coronavírus. “Estamos entrando nos piores dias [da pandemia]. Até o final de julho, início de agosto, vamos enfrentar a maior crise de disseminação de Covid-19 junto à população goiana. Precisamos estar unidos para salvar vidas”, resume o governador.

“Querendo ou não, estamos hoje no epicentro da pandemia. Sabíamos que este momento chegaria e temos que mostrar que não me omiti nem por um minuto daquilo que é função de um governador. Trabalhei arduamente com a equipe do governo e, hoje, aquilo que não tínhamos no Estado de Goiás, que é a regionalização da saúde, conseguimos agora com o apoio da Assembleia, do presidente e do Ministério da Saúde”, disparou Caiado.

De acordo com Ronaldo Caiado, Goiás não tinha um leito de UTI público fora do eixo Goiânia-Anápolis-Aparecida, e destacou que 200 leitos clínicos e 20 leitos de UTI serão inaugurados na próxima semana em Itumbiara. “São Luís dos Montes Belos também receberá novos leitos na semana que vem, já Luziânia já está com os novos leitos praticamente lotado”, informou Caiado ao lembrar que o hospital de campanha de Águas Lindas também esta com sua ocupação quase completa.  

O governador adiantou que o Hospital de Formosa deve abrir sua UTI em 15 dias, e resgatou a importância da abertura de leitos em Porangatu. “Fundamental para frear o avanço da pandemia naquela região”, avaliou Caiado, ao defender que a expansão da rede hospitalar inclui ainda a transformação do Hospital dos Servidores em uma unidade de campanha na capital. “Concluímos esse hospital que está com 70 leitos e até o final do dia, deverá ampliar para 90 leitos”, arrematou.

Estado conseguiu regionalizar a saúde, agora precisamos da compreensão de todos

Para o governador, diante do que estabeleceu a Constituição Federal em relação às competências estaduais e municipais no enfrentamento da pandemia, é importante que essa responsabilidade seja compartilhada neste momento. “Tudo aquilo que foi possível, nós instalamos com competência e capacidade. O Estado conseguiu regionalizar a saúde, agora precisamos da compreensão de todos”, defendeu Ronaldo Caiado.

Ainda de acordo com o governador, não adianta um prefeito fazer o dever de casa e o outro achar que pode liberar sem ser responsabilizado. “É momento de todos refletirem e assumirem que se continuarem agindo de forma omissa, abrindo mão da sua prerrogativa e entregando a situação aos acontecimentos do dia-a-dia, fazendo com que a rede pública seja cobrada por leitos, isso não será aceito pelos goianos”.  

Caiado lamentou ainda que Goiás tenha chegado à marca de mais de mil casos por dia. “Nós levamos 39 dias para termos os primeiros 100 contaminados no Estado, então é nossa responsabilidade nossa e dos prefeitos o compartilhamento das decisões”, encerra o governador. No encontro, Caiado deve apresentar também a Secretaria da Retomada, que será a criada a partir da retirada de superintendências e gerências de outras pastas que tinham ações acumuladas, para amparar os goianos afetados pela pandemia.

www.jornalnoticiaextra.com