Municípios do interior de Goiás sofrem por falta de UTIs para tratamento da Covid-19

Municípios do interior de Goiás  sofrem por falta de UTIs para tratamento da Covid-19
Imagem divulgaçao

De acordo com os dados da Secretaria de Estado de Saúde de Goiás (SES-GO), 188 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) estão ocupados neste momento no estado. O número corresponde a  79,66% dos  leitos disponibilizados. Apenas 48 unidades continuam disponíveis.

Os municípios do interior do Estado tem sofrido com a lotação. Entre os que anunciaram o problema está Caldas Novas e Jataí. Além disso, outros municípios do entorno preocupam as autoridades de saúde, caso de Catalão e Luziânia.

Caldas Novas, pós registrar um número recorde nos casos confirmados de Covid-19 na última quarta-feira, 20,  divulgou que está com leitos de UTI para Covid-19 lotados nesta sexta-feira, 22.  A situação preocupa já que a vizinha Catalão também registrou um número alto nos leitos de UTI esta semana e como estão na mesma regional, o risco de um colapso existe. Um novo decreto restringe o funcionamento de bares à meia-noite e proíbe eventos particulares que tenham mais de 10 pessoas na cidade.

Em jataí, a lotação em 100%, veio por meio do último boletim epidemiológico do município. São 21 leitos e todos estão ocupados . A grande preocupação é que o número de casos continua aumentando. Na cidade 6.149 testaram positivo para Covid-19 e quase 5 mil casos suspeitos estão em investigação, outras 109 pessoas morreram vítimas da doença e 7 mortes suspeitas  estão sendo investigadas.

Ao Jornal Opção a SES-GO informou que a rede estadual de saúde de Goiás mantém 241 leitos para Covid-19. Em Jataí, há 16 leitos de UTI e 90 de enfermaria, com taxas de ocupação de 75% e de 50%, respectivamente; Em Luziânia são 20 leitos de UTI e 33 de enfermaria, no HCamp de Luziânia. Em Catalão, são 8 leitos de UTI, na Santa Casa de Misericórdia e 5 leitos de UTI no Hospital Nasr Faiad, totalizando 13 leitos de UTI.  Não há leitos estaduais para Covid-19 em Caldas Novas. 

A pasta disse que mantém o monitoramento diário dos leitos para pacientes com Covid-19 para avaliação do cenário da taxa de ocupação hospitalar no Estado. Entre os hospitais que ainda podem ter aumento de leitos para coronavírus estão o HCamp de Goiânia e, principalmente, o Hospital das Clínicas. E que se for necessário, a rede privada pode ser utilizada, mas ainda não é o momento.

Boletim geral

A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) informa que há 337.290casos da Covid-19 no território goiano. Destes, há o registro de 324.278 pessoas recuperadas e 7.241 óbitos confirmados. No Estado, há 288.080 casos suspeitos em investigação, e já foram descartados 216.228 casos.​ No Estado existem 7.241 óbitos confirmados até o momento, o que significa uma taxa de letalidade de 2,15%. Há 216 óbitos suspeitos que estão em investigação.

 Fonte Jornal Opção