Rio Verde recebe rede de internet móvel de quinta geração

Rio Verde recebe rede de internet móvel de quinta geração
“Brasil vai voltar os olhos para Rio Verde”, diz Caiado no lançamento pioneiro do 5G

O governador Ronaldo Caiado lançou nesta quinta-feira (03/11), em Rio Verde, a rede de internet móvel de quinta geração (5G) para o agronegócio, em caráter experimental. “Vai trazer resultado para o produtor rural, economia no combate às pragas, resultado financeiro ao agricultor, além de resguardar o meio ambiente”, projetou Caiado durante solenidade de ativação do sinal que vai viabilizar o desenvolvimento de aplicações de inteligência artificial e da chamada Internet das Coisas (Internet ofThings - IoT).

Goiás se torna pioneiro com a iniciativa, já que Rio Verde é o primeiro município no País a receber a tecnologia. O governador observou que a data marca um divisor de águas para o agro, e o que “há de mais importante em termos de tecnologia”. “Todo Brasil vai voltar os olhos para Rio Verde nos próximos meses”, observou.

Coordenador de Políticas e Investimentos do Ministério das Comunicações, Marcelo Romão elencou algumas vantagens da novidade, como: ultra banda larga, menor tempo de resposta e alta confiabilidade. "Todas as diretrizes vão mudar o cenário com essa nova tecnologia." Ele ainda assegurou que o governo federal colocou o setor rural como uma das prioridades no plano de Internet das Coisas.

Iniciativa do Governo de Goiás, por meio da Secretaria-Geral da Governadoria (SGG), a ativação do 5G para o agronegócio foi feita pela operadora Claro a partir de uma licença de demonstração, via Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), com validade de um ano. Após esse período, será realizado um leilão. Vice-presidente de Relações Institucionais da Claro, Fábio Andrade referiu-se ao governador como um “entusiasta da tecnologia”, motivo pelo qual o Estado garante vantagem em relação às outras unidades federativas a partir da implantação do sinal. “Goiás sempre está à frente. E, quando fala que Goiás está ficando pra trás, ele [Caiado] dá um jeito de deixar Goiás na frente”, disse.

As duas primeiras torres de transmissão do 5G, em caráter de prova de conceito, foram instaladas em dois pontos do município: na Fazenda Nycolle, onde ocorreu a solenidade de lançamento, e no Parque Tecnológico do Instituto Federal Goiano (IF Goiano), inaugurado, juntamente com o Centro de Excelência em Agricultura Exponencial (Ceagre), na manhã desta quinta-feira. O prefeito de Rio Verde, Paulo do Vale, reforçou que a ferramenta trará tecnologia e economicidade. “Que o ganho real seja para o produtor rural, esse que alimenta o mundo e que todos dependem dele”, salientou. O governador concordou: “A agropecuária merece, mais do que tudo, desenvolver sua capacidade produtiva, com renda e retorno para o produtor”.

Secretário-chefe Geral da Governadoria, Adriano da Rocha Lima, destacou a importância da realização de ações conjuntas para darem resultado. "Quando falamos de tecnologia não existem ações isoladas que façam realmente efeito. Tecnologia precisa funcionar em rede combinada. E que temos aqui? O Ceagre inaugurado hoje, focado em tecnologia voltada para o agronegócio, temos o Ceia, voltado para a inteligência artificial, temos a parceria com a Claro fornecendo tecnologia 5G, temos o IF Goiano participando com as pesquisas e a Fapeg [Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás]."

O projeto também tem parceria da Huawei, empresa multinacional de equipamentos para redes e telecomunicações. CEO da Huawei Brasil, Sun Baocheng frisou que o “Brasil é líder da agricultura no mundo, e novas tecnologias podem trazer mais eficiência e benefícios”. E que Goiás, sob gestão de Caiado, “está sempre fazendo o possível para atrair novas tecnologias”, a exemplo da parceria para implantação do novo sinal.

O diretor de Marketing da marca, Thiago Fontes destacou a importância da iniciativa no Estado. “O 5G e a inteligência artificial irão melhorar a eficiência e encurtar o tempo de inspeção de plantio de uma semana para apenas uma hora na análise precisa das áreas contaminadas”, exemplificou ao alertar que isso pode reduzir o uso de defensivos em até 90%.

Proprietário da Fazenda Nycolle, Cairo Arantes fez uma experiência em tempo real durante o lançamento. Usando óculos de realidade virtual, ele passou por uma demonstração envolvendo a propriedade. “Serve para qualquer produtor, para ter informação em tempo real. Isso ajuda a tomar decisões mais rápidas e fazer o negócio ser rentável”, contou. De acordo com um estudo do Instituto Interamericano de Cooperação para Agricultura (Instituto Interamericano de Cooperação para Agricultura), apenas 18,5% da população rural do Brasil possui conexão à rede 4G.

O presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), Lissauer Vieira, parabenizou o empenho do governo estadual em viabilizar o 5G para a região de Rio Verde. “A tecnologia vem trazer novas oportunidades para os produtores rurais”, frisou. Já em nome da Câmara dos Deputados, o deputado federal Lucas Vergílio comentou sobre o leilão do 5G no Brasil programado para 2021. O processo, disse, precisa ser conduzido sem interferência política, partidária ou ideológica, “mas focado no que é melhor para o agronegócio, para a sociedade e para o País”.  

A ação também conta com o apoio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Inovação (Sedi), da Fapeg, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano (IF Goiano), da Goiás Telecom, do Centro de Excelência em Inteligência Artificial da Universidade Federal de Goiás (Ceia/UFG) e da Prefeitura de Rio Verde. Caiado ressaltou que a ciência não pode ser desprezada, e agradeceu aos parceiros do Estado. “Nada tem importância se tiver em pontos isolados. Conseguimos convergir tudo isso, demonstrando ao mundo a capacidade de avançar na tecnologia e tornar a vida das pessoas mais fácil.”

Inauguração

Antes da solenidade de lançamento do 5G, o governador Ronaldo Caiado participou da inauguração do Parque Tecnológico do IF Goiano, em Rio Verde. O local abriga o Polo de Inovação da unidade, onde também foi instalado o Centro de Excelência em Agricultura Exponencial (Ceagre). O Governo de Goiás vai liberar um total de R$ 15 milhões ao longo de cinco anos para fomentar a realização de projetos na unidade.
 
Na avaliação do presidente Fapeg, Robson Domingos Vieira, o Ceagre vem para acelerar a inserção das tecnologias “revolucionárias”, como inteligência artificial, Internet das Coisas (IoT) e veículos autônomos.

Foto: Hegon Corrêa

Secretaria de Comunicação - Governo de Goiás